Follow by Email

O detalhe que pôs tudo a perder

Em qualquer tipo de negócio, lidar com clientes é uma questão muito delicada. Alguns são tão bonzinhos, que dá dó. Outros, tão ruinzinhos, que dá é raiva. Por isso, atender pessoas exige feeling, sabedoria e muita dedicação. Na verdade, a relação negociante-cliente-atendente-cliente é bem complexa. 

Se, por um lado, alguns tipos de fregueses fazem questão por qualquer coisa e estão “sempre com a razão”, por outro, existem os vendedores que, quando não tentam empurrar todo e qualquer produto na gente, fazem de conta que não estão nos vendo. Pior ainda: Existem aqueles que nos tratam de acordo com a nossa maneira de vestir. Outro problema sério é quando um cliente nem tão exigente se depara com um comerciante aproveitador ou muito, muito despreparado. 

Certo dia, estava num restaurante, em Petrópolis (RJ), onde a comida era ótima, o ambiente, agradável, mas, na hora do pagamento... No caixa, um dos garçons me pediu para esperar um pouco e eu já seria atendida. Após muitos minutos, veio uma senhora que parecia ser a dona do estabelecimento, ao telefone, falando alto e fechando algum negócio, porque ela não parava de dizer preços. Continuei parada, em pé, esperando a boa vontade da pessoa, até que fui reprovada no teste de paciência, dei-lhe um olhar de insatisfação e fiz como quem ia sair. Ainda ao telefone, a moça deu um sopetão na minha comanda, fez a soma com força e me mostrou o valor, no visor da calculadora. Em seguida, tomou o cartão de crédito da minha mão, pegou a máquina de Visa, me devolveu para a senha e eu mesma fui obrigada a finalizar o procedimento. 

Ela permaneceu ao telefone e sequer sorriu ou agradeceu pela preferência (Se bem que, àquela altura, de nada mais adiantaria). Eu saí, certa de que, num futuro retorno à cidade, o restaurante localizado ao lado do Museu de Cera, estará fora da minha lista de opções. Isso serve para ilustrar um fato: mesmo não sendo exigente, todo cliente merece um mínimo de atenção e respeito…

Nenhum comentário:

Postar um comentário